7 Passos Para Superar o Choque Cultural

Oi, se você chegou aqui agora, talvez queira ler o início dessa conversa aqui e aqui antes de continuar.

Um pensamento que sempre temos em mente diz que:

“ Se o seu “por que” não for forte o suficiente.  O seu “como” será impossível! “

 

Antes de mais nada, toda a mudança, desejada ou não, requer em algum momento uma avaliação profunda dos motivos que lhe deram causa e de nós mesmos.

Isso faz parte do processo de conhecimento interior de cada um.

E se acentua quando mudamos ou quando nos mudam (rs).

 


 

Por isso aqui vai uma lista de  7 coisas que você pode fazer para minimizar o Choque Cultural ou até mesmo superá-lo.

Você não precisa seguir a ordem. Quanto mais delas você conseguir incluir na sua vida, mais fácil será o processo de adaptação. Palavra.

 

1. ATITUDE POSITIVA

Não adianta chorar “a morte da bezerra”. Se a vida te chamou para dançar, escolha a música!

Veja bem, aqui não estamos falando da Síndrome de Polyana, gente. E sim de uma predisposição para encarar as coisas boas que acontecem com mais ênfase do que nas coisas ruins, é fundamental.

Não só em outros momentos da vida, mas principalmente no início da coisa toda.

 

tudo o que você foca expande
Tudo o que você foca, expande.       Mantenha a meta!

 

 

2. RETOME SUA ROTINA O MAIS RÁPIDO POSSIVEL

 

Trabalhava, fazia academia, trabalho voluntário, ia pra igreja, passeava no parque, tomava um chopinho no final de semana, ia no cinema?

Procure retomar essas atividades e adaptá-las a sua nova vida e ao novo lugar o antes possível. Somos seres de hábitos e rotinas.

 

Como vovó falava: “ Nosso corpo é um túmulo de vícios.”

 

Sendo assim, o quanto antes você conseguir retomar  boa parte de sua rotina, mais rápido você conseguirá passar pelo Choque Cultural.

Primeiro porque você estará com a mente ocupada e você sabe que “mente ociosa… oficina do capeta….” 😈

Além do mais, você terá mais contato com outras pessoas e situações que te ajudarão a se distrair e segurar a ansiedade.

Jamais substime o poder da rotina. Com o tempo você vai ver o quão legal é poder adaptar suas novas descobertas a sua rotina.

 

3. ENVOLVA-SE NA CULTURA LOCAL

 

Mergulhe de cabeça na cultura local antes de viaja ou mudar. Conheça um pouco da história, religião, culinária, política, hábitos etc.

Quais são os feriados da região? Do País? Quais as comidinhas típicas?

Além de te enriquecer como pessoa,  vai te ajudar bastante a interagir com os outros.

Se matricule num curso da língua local. Ainda que você fale bem o idioma, nunca sabemos tudo e sempre podemos aprimorar. Sem contar que você poderá fazer colegas no processo, o que já te ajuda a socializar mais.

 

Aprender nunca é demais e descobrir coisas novas é fantástico!

 

Pesquise na internet sobre os cursos e atividades culturais que a região oferece. Muitas vezes você encontra boas dicas no site das prefeituras.

Você ainda pode se matricular em algum outro curso local que você tenha interesse ou se oferecer para algum trabalho voluntário.

 

Assim você une o útil com o agradável e ainda ajuda a quem precisa!

 

 

4. LEIA MAIS E DÊ “UM TEMPO” NAS REDES SOCIAIS

 

Resista a tentação de ficar 28 horas por dia no Face, Instagram, Twitter, Youtube, Snpashat, e um zilhão de outros afins.

Na boa, de nada vale ficar desperdiçando seu tempo precioso, vendo timelines sem fim, fotos, memes, stories e tudo o mais que as redes tem para oferecer.

Isso pode ter um efeito contrário e só te deixar mais ansioso e até deprimido!

E isso não somos só nós que falamos não. Não é de hoje que se fala em vicio de internet.

Faz um tempo atrás lemos um livro:

Irresistible: The Rise of Addictive Technology and the Business of Keeping Us Hooked (English Edition) ou sua versão em português Irresistível: Por que você é viciado em tecnologia e como lidar com ela

Onde o Adam Alter explica os mecanismos usados pela internet para nos prender nela, e dá ótimas dicas de como podemos fazer para melhorar nossa relação com a rede.

Por exemplo, você sabia que se você simplesmente colocar o ícone do Facebook em outra aba que te custe mais de um clique para acessar, pode reduzir em até 10% a quantidade de vezes que você acessa o aplicativo por dia?  Olha que boa sugestão de leitura! 😊

viciado em internet
Agora vamos falar sobre pessoas viciadas em memes….(rs)

 

Resumindo: Pelo menos defina um tempo especifico para você acessar as redes sociais, e um tempo para você fazer uma leitura de qualidade que alimente sua mente e sua alma.

Não é a toa que a leitura está sempre entre os hábitos mais saudáveis a serem cultivados.

lendo livro na lareira
Nada mais chique do que um vinho, uma mantinha sobre as pernas e sua leitura preferida, não ?

 

 

5. MEXA-SE

 

É verdadeiro o provérbio: “ Mente sã, corpo são”. Com isso em mente, mexa-se!

Você pode se matricular numa academia, numa aula de dança, artes marciais, natação, esqui… ou simplesmente caminhar pelo parque mais próximo para espairecer.

 

Lembro de uma fase em que estávamos ainda nos adaptando a vida na Itália e foi onde começamos a caminhar juntos depois do café da manhã. O ar fresco, a atividade, o contato com a natureza sempre arejavam nossas idéias ao final.

 

Experimente!

 

No inicio pode ser difícil sair de casa, mas vença a inércia e você vai colher os benefícios sem dúvida!  No mínimo uns quilos a menos e as pernas mais torneadas (rs).

 

Ajuda também se você colocar uma playlist bacana no celular para tocar enquanto caminha.

caminhar
As melhores e mais produtivas conversas que tive comigo mesmo foram ao caminhar pelos parques e ruas de Milão.

 

6. SOCIALIZE

 

Pode ser difícil no início, mas o ser humano é um ser social e não dá para viver completamente sozinho no mundo, por mais que as vezes desejemos. Tente fazer amizade com pessoas novas.

Lembra de quando você era criança (tá… pode fazer um tempo – rs) e era tão mais ácil fazer amigos para brincar?

Inspire-se no vídeo abaixo que fez parte de um projeto interessante de uma Agência de publicidade aqui em Londres.

O vídeo está em inglês de fácil compreensão e com legendas também em inglês. Oportunidade para o seu listening and reading.

 

 

 

7. VIVA UM DIA DE CADA VEZ

 

Assim como o lema dos Alcolicos Anonimos ou da turma da dieta :

Viva Um dia de cada vez. Um problema de cada vez. Comemore suas alegrias, chore com suas tristezas. Tudo faz parte da experiência de viver.

 

Ninguém pode te dizer. Você tem que viver por si só e só assim você vai se resdescobrindo como pessoa e conhecendo mais e mais seus limites e bloqueios.

Não se deixe abater pelo primeiro obstáculo! Seja gentil consigo mesmo. Aprendemos um poucos todos os dias. Nos dias ruins aprendemos ainda mais.

Esteja aberto às diferenças e evite rotular as coisas como piores ou melhores do que antes.

Assim como as estações do ano, a vida é feita de fases e isso também vai passar. Agora você pode escolher como vai passar cada fase.

 

O céu ou o inferno estão sempre no cardápio.

 

E você? Como fez ou faz para lidar com o Choque Cultural?

Deixe suas dicas aqui nos comentários também!

 

Gostou desse artigo? Compartilhe-o com seus amigos!

Anúncios

4 comentários em “7 Passos Para Superar o Choque Cultural

    1. Oi Luiz,
      Seja bem-vindo ao nosso Blog!

      Ficamos felizes que você tenha gostado e doado um pouco do seu tempo para deixar seu comentário! Você passou por alguma situação semelhante?

      Um abraço,
      Viajantes Digit@is!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.