Nunca é Tarde Demais

Oi Gente!

Esse final de semana vimos 2 filmes no Netflix que achamos que vale a pena compartilhar!

Estes dias temos procurado assistir filmes e documentários inspiradores e motivacionais, pois já que vamos investir algumas horas do nosso tempo em frente a TV, o mínimo que podemos ganhar é um pouco mais de inpiração e bom alimento para a nossa mente e alma!

O primeiro se chama Edie.

Após a morte de seu marido autoritário, uma tenaz octogenária se prepara para cumprir sua ambição há muito acalentada de escalar uma montanha escocesa.

É uma produção independente britânica, com uma estória comovente e inspiradora!

O segundo foi indicação de um Coach do Tony Robbins que fui assistir no sábado a tarde. Também no Netflix, chama-se: Heal

Heal é um documentário que nos leva a uma jornada científica e espiritual, onde descobrimos que ao mudar as percepções, o corpo humano pode se curar. A ciência mais recente revela que não somos vítimas de genes imutáveis, nem devemos adotar um prognóstico assustador.

O fato é que temos mais controle sobre nossa saúde e vida do que fomos ensinados a acreditar.

Então, a mensagem para a semana é cuida da nossa mente e do nosso espírito e entender que nunca é tarde demais!

Boa semana!

Anúncios

13 Coisas que Pessoas Mentalmente Fortes NÃO fazem – (Final)

Oi gente, hoje finalizamos essa conversa sobre as 13 Coisas que Pessoas Mentalmente Fortes Não Fazem!

Se você chegou aqui agora, sugiro começar sua leitura pela Parte 1 e Parte 2 que você encontra aqui e aqui.

10. Não Desistem Após Seu Primeiro Fracasso

É óbvio que ninguém gosta de falhar! É uma sensação ruim, é desapontante, é embaraçoso e principalmente pode mudar a forma como pensamos a respeito de nós mesmos, quando começamos a achar que nós somos um fracasso, que nunca conseguiremos fazer nada certo.

Quando na verdade esquecemos que o fracasso faz parte do processo de aprendizado!

Para quem tem filhos, imaginem se quando eles estavam começando a aprender a andar e sofressem o primeiro tombo você simplesmente dissesse: ” Ok. Pare de tentar andar porque você já caiu uma vez e pode se machucar! ” Ao contrário, o que vocês pensaram? Meu filho vai continuar tentando ATÉ aprender a andar! E assim todos nós hoje caminhamos sobre a face da Terra!

Reparem na palavra ATÉ, que eu grifei! Tentar ATÉ. Persistir ATÉ…. entenderam o espírito da coisa? A maioria deve conhecer a história de Thomas Edson (sim, o cara da lâmpada) que fracassou 1200 vezes, ATÉ conseguir fazer a lâmpada!!!

Aí a gente no primeiro vacilo, abre a boca a chorar, reclamar e procurar a barra da saia da mãe…. (rs)…

Então precisamos aprimorar nossas habilidades em como lidar com os fracassos e rejeições que seguramente virão em nosso caminho. O Ponto 8 que falamos na Parte 2 pode nos ajudar com isso.

11. Não Temem Seus Momentos a Sós

Essa é bem interessante mesmo. Vamos ver? Amy Morin, a Autora do livro, conta que esse ponto é muito engraçado porque boa parte das pessoas vai dizer que adora seu tempo sozinho! Elas dizem coisas como: ” Eu adoro meu tempo sozinho! Eu fico vendo minhas coisas na internet, vejo televisão, escuto rádio…!”

Mas o que se quer dizer com tempo sozinho. É estar sozinho com seus próprios pensamentos!

E muitas pessoas ficam simplesmente aterrorizadas com esse pensamento! Na verdade há um estudo onde foi perguntado a algumas pessoas se elas preferiam 15 minutos de meditação ou um pequeno choque elétrico e interessantemente 25% das mulheres preferiram o choque elétrico. Para os homens, 75% deles preferiram o choque elétrico também.

E isso parece ter muito a ver com o mundo em que vivemos hoje, onde praticamente ” desaprendemos” (para os mais antigos) ou “nunca aprendemos” (para os dos anos 90 pra cá) a estar a sós com os nossos próprios pensamentos!

Hoje vivemos num mundo muito estranho onde as pessoas estão constantemente conectadas com algum barulho mas ainda assim desconectadas do relacionamento humano. E realmente desconectadas de seus cérebros e pensamentos.

Apenas reservar um tempo para estar sozinho com seus próprios pensamentos. Podem ser 10 minutos pela manhã e/ou 10 minutos a noite onde você se desconecta de todos os seus aparalhos digitais. Onde você pode meditar, escrever seu diário, ou apenas sentar e pensar!

E não diga que você não tem tempo para tirar 10 minutos do seu dia para você!


12. Não Acham Que o Mundo Deve a Eles Alguma Coisa

Amy, fala que uma característica das Pessoas Mentalmente Fortes é que elas não acham que o mundo deve a elas alguma coisa. Muitas pessoas pensam que o fato de terem passado por coisas terríveis em seu passado ou por trabalharem realmente muito duro, merecem que a vida lhes dê algo em troca.

Ela explica que esse pensamento faz pensar que a vida é sobre uma eterna competição onde se você colocar X de esforço, tem que receber X em trocar. E sabemos que a realidade não é bem assim.

É também um pensamento que enfraquece o indivíduo pois ele se coloca numa posição de “coitadinho” onde as pessoas e a vida tem obrigação de serem legais ou fazerem coisas legais para ele porque ele x,y,z…

Assim, muitas pessoas se desapontam quando não estão “recebendo da vida” o que elas acham que merecem. Se tornam, amargas, arrogantes, reclamonas, eternamente ingratas… e ninguém quer pessoas assim por perto. Vocês querem ?

Podemos dizer que a inveja tem aí a sua semente. Quando você pensa: ” Eu sou mais velho do que ele, e ele tem mais sucesso do que eu! Isso está errado.” ou com seus colegas de trabalho: ” Fulano chegou agora e já está sentado na janela! Eu estou aqui esses anos todos e nunca me deram uma oportunidade” (repararam no ‘me deram’ – posição passiva)…

Fuja disso! Tudo o que temos, temos porque nossas escolhas e ações nos trouxeram até aqui. Se queremos ter resultados diferentes, mudamos nossas escolhas e ações para melhorarmos o resultado! Trabalhe duro em você, melhore sua estratégia, melhore sua rede de relacionamentos.

Persista e sua hora vai chegar.

13. Não Esperam Resultados Imediatos

Grande ponto para terminar.

Em um mundo onde não existem esperas, onde com um clique você compra algo online para chegar em sua casa até 2 horas depois (quem conhece o Amazon Prime sabe do que estou falando), onde sua pizza chega em 20 minutos, onde você pode ter acesso a um curso em 1 minuto…

Ficamos acostumados com a dinâmica das coisas e esperamos que tudo aconteça muito rápido.

Muitas pessoas que chegam nos consultórios de fisioterapia, psicologia e que carregam problemas de mais de 30 anos, querem resultados em 3 semanas! Certas coisas levam tempo!

Passamos 10 anos comendo pizza, cachorro-quente e coxinha na frente da televisão e derepente somos ingênuos o suficiente para acreditar que tomar uma pílula milagrosa vai nos tornar fitness em 1 mes? Ah… tá…. (acorda Alice, né? – rs)

Desenvolvimento pessoal e mudança real levam tempo. Não podemos nos iludir. É preciso persistência e paciência para reconhecer isso e mudar o curso. Sermos adultos e fazermos o que deve ser feito e não aquilo que gostamos.

O fato das coisas não estarem acontecendo na velocidade que esperamos não significa que não estão acontecendo!

O progresso nem sempre é linear e direto. As vezes precisamos dar dois passos atrás para poder seguir em frente. E tudo isso faz parte do processo. E quando você não se preocupa com os resultados imediatos, você se permite apreciar o processo e manter-se focado.

Pessoas mentalmente fortes não esperam resultados imediatos, porque elas sabem que o que estão fazendo leva tempo. Seja na academia construindo músculos, montando uma empresa, construindo um relacionamento. Eles simplesmente reconhecem que certas coisas levam tempo.

**********************************

E aqui terminamos nossa conversa! Gostaram? Fez sentido para vocês? Contem aí pra gente!

Semana que vem falaremos de um outro assunto! Inté!

13 Coisas que Pessoas Mentalmente Fortes NÃO fazem – (PARTE 2)

Oi gente, então hoje temos a Parte 2 sobre esse asunto. Se você chegou aqui agora e perdeu o início da nossa conversa, voce pode clicar aqui e ler a Parte 1.

Essas dicas vieram do Podcast do The Cut the Crap Showno episódio #143 – 13 Things Mentally Strong People DON´T DO with Amy Morin.


5. Não Tentam Agradar Todo o Mundo

pare de agradar os outros
Quem tenta agradar todo mundo, não agrada ninguém.

Essa é uma armadilha em que muitos de nós caimos. Isso é muito importante, pois precisamos nos sentir confortáveis em dizer “não” para os outros e “sim” para nós e nossos valores.

Muitas vezes ficamos preocupados em não sermos “aceitos”, “queridos” e “amados” e vamos nos moldando as expectativas dos que nos rodeiam até muitas vezes, sequer nos lembrarmos de como realmente nos sentimos sobre as coisas.

É muito fácil falar, mas “dizer não” pode ser muito difícil para alguns, onde as raízes de tal comportamento podem ser mais profundas e necessitar de acompanhamento profissional. Se preciar procure ajuda.

Os ganhos para a auto-estima e auto-confiança são enormes e valem a pena o esforço.


6. Não Fogem de Tomar Riscos Calculados

Existem vários riscos na vida. Na verdade, para termos uma idéia de como a vida é arriscarda: ” Ninguém sai vivo da vida!” (hahaha).

Tem muito a ver com os sentimentos e controle emocional. Nossa mente é naturalmente programada para nos proteger. Então quando pensamos: ” Humm eu bem que podia fazer isso!

Automaticamente você inicia um diálogo interno onde sua mente qualifica se o seu pensamento é arriscado ou pode potencialmente te expor a algum perigo (físico ou psicológico).

Não é uma questão de sair fazendo a primeira coisa que da na cabeça sem nenhum planejamento e sim calcular os prós e contras e agir. Risco calculado.

Se você somente tomar suas decisões baseado em seus sentimentos, você estará errado na maioria das vezes. Viver apenas através dos sentimentos básicos é muito limitante.

Analise antes de agir e enfrente racionalmente seus instintos internos de auto-preservação. A recompensa pode ser muito boa!


7. Não Vivem no Passado

Todos temos um passado,
mas não devemos viver mais lá.

Essa é muito boa. As vezes ficamos revivendo o passado em nossas mentes pensando que se conseguirmos racionalizar o que aconteceu podemos de alguma forma quase que “voltar no tempo” e consertar as coisas (ou pelo menos tentamos consertá-las em nossas mentes).

Analisar as coisas que aconteceram no passado para tirarmos licões é muito importante. Mas ruminar o passado e ficar parado ali tentando reviver as emoções e sensações é inútil para a nossa vida.

No momento que ficamos revivendo as coisas ruins que nos aconteceram, nas pessoas que nos magoaram, naquele grande erro que cometemos, ficamos paralisados e não conseguimos viver o nosso presente e planejar um futuro melhor.

Da mesma forma com os momentos felizes que passamos. Ao ficarmos presos nos momentos felizes do passado, não conseguimos abrir espaço no presente, para novos momentos felizes possam acontecer.

Acabamos por “podar” nossa roseira antes mesmo da flor murchar!

Precisamos aprender a fazer as pazes com o nosso passado e nos dar permissão para seguir adiante.


8. Não Cometem o Mesmo Erro Repetidamente

Todos nós já passamos pela situação de jurar dizendo que nunca mais faríamos tal coisas apenas para descobrir pouco em breve que estávamos fazendo a mesma coisa.

Seja comer demais, beber demais, entrar em um relacionamento problemático, enfim… a lista é grande. Muitas das vezes, o que acontece é que não tomamos tempo suficiente para analisar a razão de termos cometido tais erros, porque deu errado.

Apenas sentimos que foi ruim e não damos a devida atenção. Nesse caso devemos analisar para saber o por que de ter dado errado e criar um plano para fazer melhor da próxima vez. Isso se chama aprender com nossos erros. Montar o plano e seguir o plano…

Todo mundo que respira na face da terra comete erros. Isso é inevitável. As pessoas mentalmente fortes cometem menos erros porque elas param, ponderam, analisam os motivos que deram errado, se fazem as 3 seguintes perguntas:

a) Por que eu errei?

b) Como posso fazer diferente?

c) O que posso fazer para seguir adiante e evitar esse erro novamente?

Em seguida procuram aprender com seus erros e melhorar sua estratégia.

A indústria aeronáutica é um bom exemplo disso: a cada desastre eles analisam as causas e retornam com soluções melhores ainda. Não é a toda que é considerada uma das mais seguras do mundo.


9. Não Se Ressentem do Sucesso Alheio

Pessoas mentalmente fortes não se ressentem do sucesso alheio. Essa é bastante interessante porque nos tempos atuais com as mídias sociais (Facebook, Instagram, Snapshat) todos tem uma vida perfeita!

E muitas vezes você não está num momento legal e começa a ver as fotos dos outros em lugares legais, ou fazendo coisas que você julga muito legais e você começa a pensar, putz…. a vida de todos vai para a frente e a minha continua a mesma… Putz, fulano tá morando na Lua ! A vista de lá deve ser o máximo!

É muito fácil cair na armadilha de pensar que a vida dos outros é muito melhor do que a sua. Na verdade estudos tem comprovado que a exposição demasiada em redes sociais é um fator que contribui incrivelmente para o aumento da ansiedade e da depressão.

Se você resisitir a tentação de ficar o tempo todo nas redes sociais e investir mais tempo em outras atividades, principalmente as que te trazem um beneficio direto como caminhar, ler, estudar alguma coisa nova… já no médio prazo você vai sentir a diferença!

Na semana que vem terminamos essa conversa, ok?!

Boa semana pra vocês!

13 Coisas que Pessoas Mentalmente Fortes NÃO fazem – (PARTE 1)

Oi gente, não sei se vocês estão familiarizados com Podcasts. No Brasil  aparentemente parece que ainda não “pegou” mas aqui fora eles são muito populares e eu resolvi experimentar. No inicio confesso que tinha preconceito, mas hoje vejo como ele melhorou minha capacidade de acessar informações que me interessam e me faz companhia em minhas caminhadas no parque.

Para quem não sabe ainda, PODCASTS, são como estações de radio, onde você escolhe o assunto que te interessa e baixa os episódios que deseja escutar. Para mim é o próximo passo tecnológico além das rádios convencionais FM que estamos acostumados.

Eu sou inscrito em alguns canais e as dicas de hoje vieram do Podcast do The Cut the Crap Show no episódio #143 – 13 Things Mentally Strong People DON´T DO with Amy Morin.

O dono do canal é o Ryan Caligiuri e basicamente ele faz entrevistas com pessoas famosas e de sucesso sobre vários temas e entre eles as atitudes, hábitos e coisas que as pessoas de sucesso fazem em suas vidas.  Então sem mais delongas aqui vai um resumo desse episódio:

13 Coisas que pessoas Mentalmente Fortes NÃO fazem

  1. Elas Não Sentem Pena de Si Mesmas

Uma coisa é estar triste por algum problema. Isso é normal e válido. Outra coisa é exaltar o problema e colocá-lo num pedestal, achando que o seu problema é o maior do mundo, que não há nada que se possa fazer.

Esse pensamento é fraco pois tira de você o grande poder de mudar as coisas.

Pelo contrário.

Ele te coloca como uma pessoa coitadinha e incapaz de fazer algo. Fuja disso. A melhor coisa que você pode fazer se achar que caiu nessa armadilha é simplesmente levantar e tomar uma atitude.

Faça esse exercício: Assim que acordar todos os dias, primeira coisa depois de abrir os olhos – escolha 3 coisas pelas quais você é grato (a) e agradeça. Não precisa ser religioso. Seja apenas grato.

Também ajuda se você simplesmente abrir o jornal e olhar o desafio que outras pessoas estão passado. Rapidinho você pega teu problema de volta.

Lembra desse personagem ?

2. Não Dão Poder aos Outros

Sabe quando parece que o vizinho, conhecido, parente, ou aquele colega de trabalho tem o “poder de te tirar do sério”?  Exatamente.

Todos já passamos por isso. Quando você permite que essa pessoa te faça sentir-se mal você está delegando poder para que ela controle como você se sente e como se comporta! E isso é muito poder!

Resumidamente ninguém tem o poder de te fazer se sentir mal. Porque quem sente é você e você pode escolher sentir de outra forma. O poder é seu. Tome-o de volta.

3. Não se Intimidam com a Mudança

Eu adoro essa! Quem me conhece sabe que eu simplesmente abraço a mudança e mergulho de cabeça na abundância de possibilidades que esse mundão tem!

Eu preciso de variedade e intimamente me excita a idéia do “desbravar o desconhecido” e estar aberto ao que vier no processo. Sempre fui assim desde pequeno.

O frio que sinto na barriga sempre que começo um novo projeto ao invés de me paralisar, me estimula a seguir adiante. Nem sempre foi assim, mas aprendi a usar o medo para me levar para a frente.

Pense dessa forma: a recompensa vale a pena ?

Muitos tem tanto medo de perder que não fazem nada para ganhar e automaticamente proclamam sua sentença.

Na entrevista a autora Amy Morin que é terapeuta, fala que muitas pessoas chegam ao seu consultório dizendo: “ sabe Doutora, as coisas não andam boas, mas pelo menos são previsíveis.” Ou “ e se eu fizer uma mudança e as coisas ficarem piores?”

E por causa disso, muitos ficam estagnados. Isso tem muito a ver com o medo do desconhecido, onde não há garantias de que as mudanças trarão alguma melhora, ou serão fáceis de serem executadas.

Por outro lado, continuar fazendo as mesmas coisas não mudará o resultado. Amy diz que é preciso reconhecer que o sucesso freqüentemente depende de sua capacidade de se ADAPTAR.  

Ela sugere pequenas mudanças graduais para que as pessoas se tornem mais confiantes a medida que observam os progressos feitos e se tornam mais confortáveis com as situações.

Não se substime!


Muitos monstros que você achou que te devorariam durante a noite, não passavam de um cabideiro cheio de roupas no canto do quarto quando a claridade da manhã chegou.

4. Não Focam Naquilo que NÃO podem Controlar

Pessoas mentalmente fortes, dividem as coisas em dois círculos: Círculo de Preocupações e Círculo de Influência.

Existem tantas coisas na vida que se parar para pensar, você não pode controlar! O tempo, como outras pessoas se comportam, nem mesmo seu processo de aplicação para um novo emprego.

A única coisa que você pode controlar é você. Como você se comporta, que tipo de atitude você terá. O que acontece é que algumas vezes nos sentimos desconfortáveis com a sensação de falta de controle e tentamos controlar o máximo de coisas possíveis.

E de repente você está colocando um monte de energia e esforço nessas coisas que você não pode controlar. E isso acaba por minar o seu sucesso, ao destinar boa parte da sua energia para coisas que estão fora da sua área de influência.

Um bom exercício é simplesmente aceitar a REALIDADE como ela é. Nem sempre é o que queremos ou como queremos. E pensar: “ bem, aqui estou eu nessa situação, nesse momento. O que eu posso fazer para mudar isso ? “  Algumas vezes é somente controlar sua atitude e o jeito que você pensa sobre determinada situação.

No Círculo de Preocupações estão todas as coisas com as quais nos preocupamos…. Brexit para alguns (rs), Aquecimento Global, Política, Desastres, Criminalidade a lista é longa, não é mesmo?

Dentro desse Círculo estão os temas dentre os quais nos chegam as informações, mas não temos nenhuma ou pouquíssima influência sobre sua resolução.

Potencialmente poderíamos, mas demandaria um esforço tremendo de nossa parte, mudaria nossa rotina ou estaria fora das coisas que normalmente fazemos. Mas nós acabamos absorvendo essas informações e nos deixando impregnar de coisas que nos estressam e nos preocupam.

Se não podemos influenciar o resultado desses acontecimentos, não temos controle sobre eles.

No Círculo de Influência estão as coisas que realmente podemos fazer algo sobre: nossa família, nossa renda, nossos amigos, nosso trabalho, nossos hobbies, nossa saúde, nossa saúde mental.

Todas essas coisas VOCÊ PODE CONTROLAR!  E é exatamente o que as pessoas de sucesso fazem! Elas concentram sua energia nas coisas que estão dentro desse círculo e não no Círculo de Preocupações.

E aí? Se identificaram com algum desses pontos? Isso fez sentido para vocês ? Escrevam aqui nos comentários!

Semana que vem eu continuo com esse resumo! Bom Final de Semana!

Dieta Low Carb da Rainha Elizabeth II

 

Embora você possa supor que sua Majestade Real, a Rainha, desfrute de um jantar requintado todos os dias, isso nem sempre é o caso.

 

Muitas pessoas acreditam que ela tem banquetes enormes nas refeições de todos os dias, mas não é bem assim que “a banda toca”…

 

De acordo com o The Telegraph , duas vezes por semana o chefe de cozinha da casa real, Mark Flanagan, fornece à Rainha uma sugestão de menu que ela pode aprovar marcando ou riscando.

No entanto, Darren McGrady, ex-chef das cozinhas reais, disse que a rainha “não é uma fã de comida. Ela come para viver, ao contrário do príncipe Philip, que adora comer e ficava conversando o dia inteiro”.

o que a rainha elizabeth come
O que a rainha elizabeth come?

 

Demos uma olhada no dia típico de comer e beber da rainha, do chá que ela bebe e biscoitos que ela come quando acorda com seus pratos de baixo carboidrato, seu copo noturno de champanhe e gosta de chocolate.

Decidir o que comer deve ser difícil quando você é um rei. Felizmente, sua Majestade Real, a Rainha, tem uma equipe para ajudá-la a escolher seu cardápio – mesmo quando está fazendo compras no Waitrose (rede de supermercados Inglesa… tipo Zona Sul, ou Pão de Açúcar, no Rio).

 

A rainha começa o dia com chá e biscoitos.

 

Ela tem um bule de chá Earl Grey (sem leite ou açúcar) com alguns biscoitos…

 

Ela então passa para o café da manhã, que normalmente envolve cereais e frutas.

No entanto, ela gosta que seu cereal seja guardado em uma tupperware que ela acredita que mantém fresco.

Sim aquelas vasilhas de plástico que sua mãe ainda ama e traz contadas dentro do armário da cozinha.

 

hqdefault
Quem não lembra das reuniões ? Lá pelos anos 80? – rs.

 

 

Ela ocasionalmente opta por torrada e geleia …

Geléia (em inglês = jam) na casa real vem da Wilkin & Sons.

… Ou, em algumas ocasiões, desfruta de ovos mexidos com salmão defumado e trufa.

Ela prefere os ovos de cor marrom, porque ela acha que eles têm um gosto melhor, de acordo com o The Guardian .

Antes do almoço, ela gosta de um gim (provável que ela use o Gordon’s Gin) e Dubonnet (vinho doce aperitivo) com uma fatia de limão e muito gelo.

 

file-frango-pure-560x450
O almoço é algo simples, como peixe com legumes.

 

Ela gosta de comer linguado grelhado com espinafre murcho ou courgettes, segundo o ex-chef real Darren McGrady.

Ela também é parcial para um simples frango grelhado com salada.

 

images
Não adianta comer escondido!                      A gordura aparece em público!

 

Ela tem uma regra de “não amido” quando está comendo, ou seja, sem batatas, arroz ou macarrão, disse McGrady ao The Daily Mail .

 

right_royal_afternoon_tea_main
Todos os dias, ela toma chá da tarde.

 

É servido com sanduichinhos (em inglês = finger sandwiches) contendo pepino, salmão defumado, ovo e maionese, ou presunto e mostarda com as laterais removidas (para economizar calorias, sem dúvida), assim como outros  pequenos sanduíches de geléia de framboesa cortados em círculos do tamanho da moeda de 1 centavo inglesa.

Ele também vem com os ricos biscoitos de chá, bolinhos e bolos de McVitie, sendo seus favoritos mel e creme, gengibre, frutas e o biscoito de chocolate que foi servido no casamento de Will e Kate, segundo McGrady.

 

450
Para o jantar, filés de carne ou veado, faisão ou salmão vêm de fazendas em Sandringham e Balmoral.

A carne é transformada em bife gaélico (em inglês = corned beef – geralmente frito na panela com um pouco de whiskey) e servida com molho de cogumelos, creme e uísque. Ela também adora um assado de domingo, quando é servido bem feito.

Enquanto seus ex-chefs não mencionaram condimentos, os gostos de Lea & Perrins, HP Sauce e Heinz ketchup, todos possuem mandados reais.

 

Os Mandados Reais (Royal Warrants) permitem que o fornecedor anuncie o fato de que eles fornecem para a família real.

São concedidos pela Rainha Elizabeth II, o Duque de Edimburgo e o Príncipe de Gales a empresas ou comerciantes que fornecem bens e serviços para a família.

royalcresttk
Você identifica os produtos aprovados pela Família Real por esse símbolo na embalagem.

A lista completa de fornecedores da Familia Real que possuem os mandatos voce encontra aqui.

A sobremesa inclui morangos, também de Balmoral, ou pêssegos brancos e doces das estufas do Castelo de Windsor.

A rainha também adora chocolate, seja uma marca de luxo ou mercearia.

Charbonnel et Walker, Bendicks e Prestat detêm garantias reais, mas marcas de supermercados como Cadbury e Nestlé também podem ser encontradas na casa real.

Junto com o bolo de biscoito de chocolate que é um dos seus favoritos, ela também adora mousse de chocolate e um tradicional bolo de esponja de chocolate.

E, por último, mas não menos importante, ela termina o dia com uma taça de champanhe.

download (2)
Será esse o segredo da longevidade?  🤔

Ela geralmente tem uma taça de champanhe à noite, de acordo com o The Independent, provavelmente escolhida entre as oito marcas – incluindo Bollinger, Lanson e Krug – que receberam garantias reais.

E, claro, mandados foram dados a vários bons vinhos, embora ela não seja uma grande fã.

Esse post é uma tradução livre do artigo postado originalmente em inglês pelo Jornal The Independent.

E você?  O que você come no seu café da manhã ?

Viajar é…

 

O que passa na cabeça de um Viajante?

Uma pessoa que foi além do simples hobby, para uma completa mudança de estilo de vida?

Que pauta suas escolhas e ações pela ótica da viagem?

Quando eu era criança, sempre me imaginava indo para todos os lugares que eu via na tv. Me imaginava com a língua para fora tentando provar neve que caía do céu, ou no deserto sem fim com as dunas movendo-se ao sabor do vento, igual no filme do Alibabá…

Também tinha completa fascinação por aviões…. muitas tardes após a aula, passei no lado do Aeroporto Santos Dumont no Rio de Janeiro só olhando os aviões decolarem e pousarem, imaginando para onde iriam, imaginando quando eu iria…

 

Quando eu pude, fiz minha viagem de avião. Eu tinha 16 anos e foi apenas uma ponte-aérea Rio x São Paulo. Foram 40 minutos que marcaram de vez a minha vida.

 

Viajar é

 

Acho que Viajante nasce assim, sei lá.

Desde pequena a pessoa carrega uma coisa dentro dela de desbravar o mundo,

viver aventuras, sair da rotina e experimentar coisas novas.

 

Hoje, aproximadamente 20 países e 24 anos depois vejo que Viajar são as experiências, as situações, as vivências, os lugares e as pessoas. Assim, para mim…

 

VIAJAR É …

 

É ter muitas estórias para contar

É ter momentos seus para sempre “irroubáveis”!

É tirar fotos na tentativa de reviver cada momento depois.

É ter certeza de que tudo valeu a pena no final.

É viver o lugar e o momento com todos os seus 5 sentidos.

É coragem para encarar o desconhecido,

É saudade de lugares que já foram e ainda serão.

É voltar maior do que se foi.

 

Viajar é

 

É ver paisagens que nos fazem acreditar na existência de um paraíso.

É mergulhar em sabores, cheiros e cores… infinitas cores…

É ir e também voltar para ir de novo…

É sorrir para o mundo e receber de volta

É manter-se em movimento

É a angústia de querer conhecer tudo, experimentar tudo e viver tudo

É a realização de ter chegado mais longe do que você um dia imaginaria

É como a vida…

Afinal, não é a própria vida uma viagem também?

 

E para você, viajar é…

POR QUE NÃO REALIZAMOS NOSSOS SONHOS ? (Parte 2)

Caso voce tenha perdido a parte 1, pode clicar aqui.

Logo, SONHO resulta num PROJETO.

Se não tiver um PROJETO é uma FANTASIA.

Também: SONHO está relacionado ao SER, e procura justificar a sua vida, a sua razão de viver. PROJETO está relacionado ao TER, em como você vai materializar a sua imaginação. O projeto justifica parte da sua vida e te motiva por um tempo.

O SONHO te motiva enquanto você viver. É SER e não TER.

Já entenderam onde quero chegar né?

Imaginemos uma pessoa que diz: “ Meu sonho é ir para a Europa!”
Se ela passou da fase da fantasia, ela montou um projeto e conseguiu realizar o sonho.

Desembarcou, e está tomando um café, comendo croissant, observando as pessoas passarem na rua com aquela sensação indescritível de contentamento que internamente diz: “ Consegui!”.

Sonho realizado
Jamais perca o foco!

Depois de um ano ou mais a euforia da chegada é amenizada pelo cotidiano da vida. Ela para e pensa: “Cheguei aqui e agora? Vou viver em função de quê agora? Só de viver aqui? Qual a minha motivação agora?”

Viram? Isso era um projeto. Felizmente realizado! Mas o que eu quero refletir agora é que os projetos devem estar enquadrados dentro de um horizonte maior. O sonho sempre se refere ao SER. O produto final da vida do homem é sempre ELE MESMO.

Por isso que eu disse que a mudança não é de lugar. A mudança é INTERIOR.

Então, qual é o seu SONHO de SER? Quem você quer SER?

A resposta não é importante. A pergunta sim!

POR QUE NÃO REALIZAMOS NOSSOS SONHOS ?

POR QUE NÃO REALIZAMOS NOSSOS SONHOS ?

(Parte 1)

Praticamente, eu poderia terminar esse post rapidamente dizendo que: “ não realizamos nossos sonhos porque não os temos.” Mas como assim, Viajantes? Não os temos?

😉😉Então… há uma diferença grande entre três palavrinhas: SONHOS, PROJETOS e FANTASIA

Quais são seus sonhos, caros amigos ?

Desde que me lembro por gente eu tinha o SONHO de morar fora do Brasil. Eu não sabia onde. Apenas queria ir embora.

Sonhos são projetos que pretendem ganhar vida e tornarem-se realidade em algum momento determinado. O sonho trabalha com imaginação. Ele projeta em algum momento nascer na nossa vida. Gerar uma realidade em nossa vida.

Quando dizemos que uma pessoa é sonhadora, em geral a primeira idéia que nos ocorre é que a pessoa é fantasiosa, que vive “ no mundo da lua”….“cabeça nas nuvens” mas de maneira muito pouco prática.

Isso é FANTASIA. Ver fotos, vídeos, filmes, ouvir estórias, todo aquele “despretensioso viajar na maionese” nosso de todo o dia. Tipo: “há se que ganhasse na loteria….!” Não há nada de errado em fantasiar. Eu mesmo fiz isso tantas e tantas vezes. Até que percebi que se eu ficasse somente imaginando e não colocasse a “mão na massa” eu iria continuar no mesmo lugar, vivendo dia após dia imaginando-me em fotos e paisagens fantásticas mas sem nunca sair do lugar. Sendo um mestre de coisas que ouvi falar mas nunca vivi…

A FANTASIA se realiza em si mesma num plano de imaginação, como forma de substituir a frustração de não poder realizar aquilo que gostaria. Não poder, não querer, ou não ter disposição para tanto. O pessoal que está na fase de planejamento, mudança ou mesmo já morando aqui fora, sabe bem que além de coragem é preciso muita disposição e energia no processo. Em suma: dá um baita trabalho!

Continua…

2018-11-06 15_56_48-realizar sonhos - Google Search

4 COISAS SOBRE DESAPEGO

4 COISAS SOBRE DESAPEGO… 

que você só aprende quando começa a fazer….

Então… hoje tiramos pra arrumar a casa… e me lembrei de quando fazíamos isso no Brasil… sim… nem todos os dias viajamos… mas uma volta a tardinha para um gelato rola (RS)… percebi como ter poucas coisas nos deixa leves… lembrando de tantas coisas que tínhamos no nosso apartamento fico pensando naquela pergunta que o carinha daquele filme do Clube da Luta lançou:

“ Você possui suas coisas ou elas te possuem?” 


Quando começamos a vender as coisas pra mudar, anunciamos muitas coisas na internet e foi muito interessante perceber que eram só coisas…. a cada móvel que ia embora, a cada doação de roupas, sapatos, entre tantas outras coisas, íamos nos sentindo mais leves…. é uma experiência libertadora.

desapego

Garanto…. no início você tenta “negociar com as coisas” e fazer vários arranjos e barganhas com você mesmo… aos poucos vai se conscientizando que infelizmente (ou FELIZMENTE) tudo não caberá na mala e você começará a fazer as escolhas. Escolher alguma coisa implica renúncia de outra… vai o Kindle, ficam os livros, vão-se os anéis, ficam os dedos…. E assim foi…. no dia que vimos a sala vazia foi estranho…. ela estava vazia mas nós estávamos plenos de sonhos e esperanças.

Havíamos esvaziado a primeira parte da nossa vida para abrir

espaço para a segunda em outro lugar.

É muito libertador quando você reduz o que você tinha a duas malas de 32kg e pega o vôo…. nada te prende, nada te segura mais….

eu sempre disse que tudo se pode fazer de novo, muito melhor do

que antes e sempre segui essa filosofia….

não ia ser agora às vésperas do meu sonho se realizar que eu iria parar…

O que quero compartilhar com vocês hoje são umas quatro coisas sobre desapego:

1) As perdas acontecem mais cedo ou mais tarde

  • Nada dura para sempre, desde a própria vida, até os bens materiais (isso inclui aquele seu relógio caríssimo, ou a sua bolsa dos sonhos). As coisas se depreciam, quebram, perder valor… Pense assim: as coisas vão e vem… e vão de novo…. você permanece…. no final… você é o essencial.

2) Com o tempo seus valores mudam

  • Coisas que você achava o máximo a tempos atrás, hoje já podem ser “déja vu” pra você, ao passo que outros assuntos e interesses que você jamais havia cotado assumem outra roupagem… isso chama-se amadurecimento….

3) Ter menos coisas te faz apreciar a liberdade do espaço….

  • Ao passo que você tira o excesso de coisas e tranqueiras da sua vida, você abre espaço na mala e na alma para outras coisas entrarem… Tirando o excesso você pode se concentrar no que é realmente importante para você, sua felicidade, realização pessoal e …

4) Liberdade

  • Eu nunca me senti tão livre na vida, quando me vi apenas com as benditas duas malas no check-in do aeroporto! Me sentia realmente embarcando na maior aventura da minha vida! Tudo é perspectiva…. escolha a liberdade e não âncoras..

 

Livros que nós lemos na época e ajudaram a dar um “up” sobre Desapegar…

Desapegue-se!: Como se livrar do que nos tira energia e bem-estar

Menos é mais: Um guia minimalista para organizar e simplificar sua vida

Você é VICIADO EM VIAGEM?

Você é VICIADO EM VIAGEM?

Se você é como a gente aqui do Viajantes Digit@is… E acha que viajar è um dos melhores momentos da vida, já devem ter percebido que nem todos pensam como você. Sabia que voce pode ser um VICIADO EM VIAGEM?

Inclusive um dos grandes motivos que pesaram em nossa vinda e escolha pela Itália, foi a sua posição estratégica na Europa para as viagens.

Para nós, viajar è um estilo de vida… eu não saberia colocar em outras palavras… respeito a todas as opiniões, mas confesso sinceramente que tenho dificuldade de compreender quem è capaz de ficar de boa sem dor na consciência de tirar as férias só pra descansar em casa ou em repetir aquele destino que gostou na última viagem.

E assim sendo te damos 10 sintomas de que você pode ser viciado em Viajar!

1) PHD em Geografia
Camboja, Riviera Maia, Petra, Istambul, Corfù, Phi Phi são nomes comuns, afinal são lugares incríveis, ou que você esteve ou estão na sua Travel List, certo?

2) Milhas “Acumulator”
Juntar milhas pra comprar passagem de avião e viver a eterna busca por vôos low cost… atire a primeira pedra quem jamais gastou uns 15 minutinhos do horário de trabalho em sites de comparação de vôos, fazendo varias simulações de preços e datas…. (já fizemos varias viagens de avião só nas milhas…. Nossa estadia em Praga e Budapeste pagamos com milhas transferidas ao programa do Ibis Hotel.) Não esqueça os sites de compras coletivas podem ser bem legais, mas por favor leia todos os detalhes pra não dar tiro no pé…. 

3) Facebook, Instagram, Pinterest….
Sua timeline entre outras coisas tem tipo uns 60% de imagens, posts e vídeos que você curte e compartilha sem piscar…. Ah… e ainda tenta salvar a foto para tirar uma igual na sua próxima viagem…. (nós temos um monte dessas – rs)

4) Nomes e Siglas de Aeroportos
Que você conhece um monte porque já este acostumado a simular as passagens, ou porque já conhece mesmo de cor e salteado cada coisa deles…. Como dizia o Cazuza: “ Cada aeroporto é um nome no papel…”

5) Lembrancinhas de viagens
Você adora levar umas lembrancinhas pra casa. Depois de mudarmos de país resolvemos optar pelos imãs de geladeiras. São práticos, fáceis de transportar e estão sempre a nossa vista ah sim…. Nos permitimos colecionar bolas de Natal de todos os lugares pelos quais passamos…. Temos desde bolas de cristal de murano até aquelas de barro feitas a mão no México… lindas e multicoloridas por sinal…. Assim nossa árvore de natal fica a nossa cara também!

Viciado-em-VIagem

6) Roupas e Acessórios
Essa parte funciona mais pra mim, eu me viro super bem com algumas mudas de roupas…. A Giu como toda a mulher, não resiste a uma boa promoção de fim de estação…. mas, ela tem melhorado bastante gente! Hoje faz altos “looks” com boas peças escolhidas a dedo e super versáteis… isso nos permite viajar leves e priorizar o que realmente importa…. A experiência da viagem….

7) Nosso calendário é um pouco particular
Você começa a pesquisar os vôos e hotéis na baixa estação e programa suas ferias de acordo com isso…. 2, 3 lugares diferentes e próximos em 20 dias, mínimo….

8) Muito mundo pra pouco tempo…
Você abre o mapa mundi (no meu tempo) agora é o Google Maps e fica pensando, e suspirando (eu)…. Que è muito mundo pra pouco tempo… às vezes até sofre de pensar que pode não ter tempo suficiente para você conhecer todos os lugares que tem vontade…. (sempre passo por isso – rs)

9) Calendário do Ano que Vem…
O ano ainda não terminou e você já deu uma mapeada em todos os feriados “emendáveis” do outro ano… torcendo pra ele ser bissexto e aumentar os dias de ponte…

10) Olhos fechados….
Pode ser uma cena de filme, uma coisa que você leu (ou esta lendo – rs) um cheiro que você sentiu, uma música que você escutou, um outdoor de rua… de repente você pensa que poderia estar em outro lugar nesse exato momento e como seria …. Fecha os olhos e suspira fundo…

Identificou alguns sintomas? Bem-vindo ao nosso mundo!

Então, pra onde é sua próxima viagem mesmo?