13 Coisas que Pessoas Mentalmente Fortes NÃO fazem – (Final)

Oi gente, hoje finalizamos essa conversa sobre as 13 Coisas que Pessoas Mentalmente Fortes Não Fazem!

Se você chegou aqui agora, sugiro começar sua leitura pela Parte 1 e Parte 2 que você encontra aqui e aqui.

10. Não Desistem Após Seu Primeiro Fracasso

É óbvio que ninguém gosta de falhar! É uma sensação ruim, é desapontante, é embaraçoso e principalmente pode mudar a forma como pensamos a respeito de nós mesmos, quando começamos a achar que nós somos um fracasso, que nunca conseguiremos fazer nada certo.

Quando na verdade esquecemos que o fracasso faz parte do processo de aprendizado!

Para quem tem filhos, imaginem se quando eles estavam começando a aprender a andar e sofressem o primeiro tombo você simplesmente dissesse: ” Ok. Pare de tentar andar porque você já caiu uma vez e pode se machucar! ” Ao contrário, o que vocês pensaram? Meu filho vai continuar tentando ATÉ aprender a andar! E assim todos nós hoje caminhamos sobre a face da Terra!

Reparem na palavra ATÉ, que eu grifei! Tentar ATÉ. Persistir ATÉ…. entenderam o espírito da coisa? A maioria deve conhecer a história de Thomas Edson (sim, o cara da lâmpada) que fracassou 1200 vezes, ATÉ conseguir fazer a lâmpada!!!

Aí a gente no primeiro vacilo, abre a boca a chorar, reclamar e procurar a barra da saia da mãe…. (rs)…

Então precisamos aprimorar nossas habilidades em como lidar com os fracassos e rejeições que seguramente virão em nosso caminho. O Ponto 8 que falamos na Parte 2 pode nos ajudar com isso.

11. Não Temem Seus Momentos a Sós

Essa é bem interessante mesmo. Vamos ver? Amy Morin, a Autora do livro, conta que esse ponto é muito engraçado porque boa parte das pessoas vai dizer que adora seu tempo sozinho! Elas dizem coisas como: ” Eu adoro meu tempo sozinho! Eu fico vendo minhas coisas na internet, vejo televisão, escuto rádio…!”

Mas o que se quer dizer com tempo sozinho. É estar sozinho com seus próprios pensamentos!

E muitas pessoas ficam simplesmente aterrorizadas com esse pensamento! Na verdade há um estudo onde foi perguntado a algumas pessoas se elas preferiam 15 minutos de meditação ou um pequeno choque elétrico e interessantemente 25% das mulheres preferiram o choque elétrico. Para os homens, 75% deles preferiram o choque elétrico também.

E isso parece ter muito a ver com o mundo em que vivemos hoje, onde praticamente ” desaprendemos” (para os mais antigos) ou “nunca aprendemos” (para os dos anos 90 pra cá) a estar a sós com os nossos próprios pensamentos!

Hoje vivemos num mundo muito estranho onde as pessoas estão constantemente conectadas com algum barulho mas ainda assim desconectadas do relacionamento humano. E realmente desconectadas de seus cérebros e pensamentos.

Apenas reservar um tempo para estar sozinho com seus próprios pensamentos. Podem ser 10 minutos pela manhã e/ou 10 minutos a noite onde você se desconecta de todos os seus aparalhos digitais. Onde você pode meditar, escrever seu diário, ou apenas sentar e pensar!

E não diga que você não tem tempo para tirar 10 minutos do seu dia para você!


12. Não Acham Que o Mundo Deve a Eles Alguma Coisa

Amy, fala que uma característica das Pessoas Mentalmente Fortes é que elas não acham que o mundo deve a elas alguma coisa. Muitas pessoas pensam que o fato de terem passado por coisas terríveis em seu passado ou por trabalharem realmente muito duro, merecem que a vida lhes dê algo em troca.

Ela explica que esse pensamento faz pensar que a vida é sobre uma eterna competição onde se você colocar X de esforço, tem que receber X em trocar. E sabemos que a realidade não é bem assim.

É também um pensamento que enfraquece o indivíduo pois ele se coloca numa posição de “coitadinho” onde as pessoas e a vida tem obrigação de serem legais ou fazerem coisas legais para ele porque ele x,y,z…

Assim, muitas pessoas se desapontam quando não estão “recebendo da vida” o que elas acham que merecem. Se tornam, amargas, arrogantes, reclamonas, eternamente ingratas… e ninguém quer pessoas assim por perto. Vocês querem ?

Podemos dizer que a inveja tem aí a sua semente. Quando você pensa: ” Eu sou mais velho do que ele, e ele tem mais sucesso do que eu! Isso está errado.” ou com seus colegas de trabalho: ” Fulano chegou agora e já está sentado na janela! Eu estou aqui esses anos todos e nunca me deram uma oportunidade” (repararam no ‘me deram’ – posição passiva)…

Fuja disso! Tudo o que temos, temos porque nossas escolhas e ações nos trouxeram até aqui. Se queremos ter resultados diferentes, mudamos nossas escolhas e ações para melhorarmos o resultado! Trabalhe duro em você, melhore sua estratégia, melhore sua rede de relacionamentos.

Persista e sua hora vai chegar.

13. Não Esperam Resultados Imediatos

Grande ponto para terminar.

Em um mundo onde não existem esperas, onde com um clique você compra algo online para chegar em sua casa até 2 horas depois (quem conhece o Amazon Prime sabe do que estou falando), onde sua pizza chega em 20 minutos, onde você pode ter acesso a um curso em 1 minuto…

Ficamos acostumados com a dinâmica das coisas e esperamos que tudo aconteça muito rápido.

Muitas pessoas que chegam nos consultórios de fisioterapia, psicologia e que carregam problemas de mais de 30 anos, querem resultados em 3 semanas! Certas coisas levam tempo!

Passamos 10 anos comendo pizza, cachorro-quente e coxinha na frente da televisão e derepente somos ingênuos o suficiente para acreditar que tomar uma pílula milagrosa vai nos tornar fitness em 1 mes? Ah… tá…. (acorda Alice, né? – rs)

Desenvolvimento pessoal e mudança real levam tempo. Não podemos nos iludir. É preciso persistência e paciência para reconhecer isso e mudar o curso. Sermos adultos e fazermos o que deve ser feito e não aquilo que gostamos.

O fato das coisas não estarem acontecendo na velocidade que esperamos não significa que não estão acontecendo!

O progresso nem sempre é linear e direto. As vezes precisamos dar dois passos atrás para poder seguir em frente. E tudo isso faz parte do processo. E quando você não se preocupa com os resultados imediatos, você se permite apreciar o processo e manter-se focado.

Pessoas mentalmente fortes não esperam resultados imediatos, porque elas sabem que o que estão fazendo leva tempo. Seja na academia construindo músculos, montando uma empresa, construindo um relacionamento. Eles simplesmente reconhecem que certas coisas levam tempo.

**********************************

E aqui terminamos nossa conversa! Gostaram? Fez sentido para vocês? Contem aí pra gente!

Semana que vem falaremos de um outro assunto! Inté!

Anúncios

13 Coisas que Pessoas Mentalmente Fortes NÃO fazem – (PARTE 1)

Oi gente, não sei se vocês estão familiarizados com Podcasts. No Brasil  aparentemente parece que ainda não “pegou” mas aqui fora eles são muito populares e eu resolvi experimentar. No inicio confesso que tinha preconceito, mas hoje vejo como ele melhorou minha capacidade de acessar informações que me interessam e me faz companhia em minhas caminhadas no parque.

Para quem não sabe ainda, PODCASTS, são como estações de radio, onde você escolhe o assunto que te interessa e baixa os episódios que deseja escutar. Para mim é o próximo passo tecnológico além das rádios convencionais FM que estamos acostumados.

Eu sou inscrito em alguns canais e as dicas de hoje vieram do Podcast do The Cut the Crap Show no episódio #143 – 13 Things Mentally Strong People DON´T DO with Amy Morin.

O dono do canal é o Ryan Caligiuri e basicamente ele faz entrevistas com pessoas famosas e de sucesso sobre vários temas e entre eles as atitudes, hábitos e coisas que as pessoas de sucesso fazem em suas vidas.  Então sem mais delongas aqui vai um resumo desse episódio:

13 Coisas que pessoas Mentalmente Fortes NÃO fazem

  1. Elas Não Sentem Pena de Si Mesmas

Uma coisa é estar triste por algum problema. Isso é normal e válido. Outra coisa é exaltar o problema e colocá-lo num pedestal, achando que o seu problema é o maior do mundo, que não há nada que se possa fazer.

Esse pensamento é fraco pois tira de você o grande poder de mudar as coisas.

Pelo contrário.

Ele te coloca como uma pessoa coitadinha e incapaz de fazer algo. Fuja disso. A melhor coisa que você pode fazer se achar que caiu nessa armadilha é simplesmente levantar e tomar uma atitude.

Faça esse exercício: Assim que acordar todos os dias, primeira coisa depois de abrir os olhos – escolha 3 coisas pelas quais você é grato (a) e agradeça. Não precisa ser religioso. Seja apenas grato.

Também ajuda se você simplesmente abrir o jornal e olhar o desafio que outras pessoas estão passado. Rapidinho você pega teu problema de volta.

Lembra desse personagem ?

2. Não Dão Poder aos Outros

Sabe quando parece que o vizinho, conhecido, parente, ou aquele colega de trabalho tem o “poder de te tirar do sério”?  Exatamente.

Todos já passamos por isso. Quando você permite que essa pessoa te faça sentir-se mal você está delegando poder para que ela controle como você se sente e como se comporta! E isso é muito poder!

Resumidamente ninguém tem o poder de te fazer se sentir mal. Porque quem sente é você e você pode escolher sentir de outra forma. O poder é seu. Tome-o de volta.

3. Não se Intimidam com a Mudança

Eu adoro essa! Quem me conhece sabe que eu simplesmente abraço a mudança e mergulho de cabeça na abundância de possibilidades que esse mundão tem!

Eu preciso de variedade e intimamente me excita a idéia do “desbravar o desconhecido” e estar aberto ao que vier no processo. Sempre fui assim desde pequeno.

O frio que sinto na barriga sempre que começo um novo projeto ao invés de me paralisar, me estimula a seguir adiante. Nem sempre foi assim, mas aprendi a usar o medo para me levar para a frente.

Pense dessa forma: a recompensa vale a pena ?

Muitos tem tanto medo de perder que não fazem nada para ganhar e automaticamente proclamam sua sentença.

Na entrevista a autora Amy Morin que é terapeuta, fala que muitas pessoas chegam ao seu consultório dizendo: “ sabe Doutora, as coisas não andam boas, mas pelo menos são previsíveis.” Ou “ e se eu fizer uma mudança e as coisas ficarem piores?”

E por causa disso, muitos ficam estagnados. Isso tem muito a ver com o medo do desconhecido, onde não há garantias de que as mudanças trarão alguma melhora, ou serão fáceis de serem executadas.

Por outro lado, continuar fazendo as mesmas coisas não mudará o resultado. Amy diz que é preciso reconhecer que o sucesso freqüentemente depende de sua capacidade de se ADAPTAR.  

Ela sugere pequenas mudanças graduais para que as pessoas se tornem mais confiantes a medida que observam os progressos feitos e se tornam mais confortáveis com as situações.

Não se substime!


Muitos monstros que você achou que te devorariam durante a noite, não passavam de um cabideiro cheio de roupas no canto do quarto quando a claridade da manhã chegou.

4. Não Focam Naquilo que NÃO podem Controlar

Pessoas mentalmente fortes, dividem as coisas em dois círculos: Círculo de Preocupações e Círculo de Influência.

Existem tantas coisas na vida que se parar para pensar, você não pode controlar! O tempo, como outras pessoas se comportam, nem mesmo seu processo de aplicação para um novo emprego.

A única coisa que você pode controlar é você. Como você se comporta, que tipo de atitude você terá. O que acontece é que algumas vezes nos sentimos desconfortáveis com a sensação de falta de controle e tentamos controlar o máximo de coisas possíveis.

E de repente você está colocando um monte de energia e esforço nessas coisas que você não pode controlar. E isso acaba por minar o seu sucesso, ao destinar boa parte da sua energia para coisas que estão fora da sua área de influência.

Um bom exercício é simplesmente aceitar a REALIDADE como ela é. Nem sempre é o que queremos ou como queremos. E pensar: “ bem, aqui estou eu nessa situação, nesse momento. O que eu posso fazer para mudar isso ? “  Algumas vezes é somente controlar sua atitude e o jeito que você pensa sobre determinada situação.

No Círculo de Preocupações estão todas as coisas com as quais nos preocupamos…. Brexit para alguns (rs), Aquecimento Global, Política, Desastres, Criminalidade a lista é longa, não é mesmo?

Dentro desse Círculo estão os temas dentre os quais nos chegam as informações, mas não temos nenhuma ou pouquíssima influência sobre sua resolução.

Potencialmente poderíamos, mas demandaria um esforço tremendo de nossa parte, mudaria nossa rotina ou estaria fora das coisas que normalmente fazemos. Mas nós acabamos absorvendo essas informações e nos deixando impregnar de coisas que nos estressam e nos preocupam.

Se não podemos influenciar o resultado desses acontecimentos, não temos controle sobre eles.

No Círculo de Influência estão as coisas que realmente podemos fazer algo sobre: nossa família, nossa renda, nossos amigos, nosso trabalho, nossos hobbies, nossa saúde, nossa saúde mental.

Todas essas coisas VOCÊ PODE CONTROLAR!  E é exatamente o que as pessoas de sucesso fazem! Elas concentram sua energia nas coisas que estão dentro desse círculo e não no Círculo de Preocupações.

E aí? Se identificaram com algum desses pontos? Isso fez sentido para vocês ? Escrevam aqui nos comentários!

Semana que vem eu continuo com esse resumo! Bom Final de Semana!